Mirna Graciela
Braço do Norte

Por meio de dois mandados de prisão preventiva, expedidos pela comarca de Braço do Norte, dois homens, de 36 e 47 anos, foram presos acusados de abusar sexualmente suas próprias filhas. Os processos correm em segredo de justiça. Ambos estão no Presídio Regional de Tubarão.

As duas meninas têm menos de 14 anos e as investigações dos policiais civis de Braço do Norte para localizar os suspeitos iniciaram após denúncias de parentes das vítimas, há cerca de 30 dias.
A primeira prisão ocorreu por volta das 20 horas de segunda-feira, após os investigadores descobrirem o lugar em que o de 47 anos escondia-se. Ele estava em um sítio, no bairro Lado da União. Na outra prisão, os investigadores da Polícia Civil Alexandre Martimiano e Gerson Nobre descobriram que o homem de 36 anos havia colocado um lote à venda na praia da Esplanada, em Jaguaruna.

Os policiais então se passaram por possíveis compradores e marcaram um encontro, ontem, ao meio-dia, no trevo de acesso a Braço do Norte. “Usamos esta estratégia para conseguir atraí-lo e deu certo”, contou Martimiano.
No horário e local combinados, o homem foi pego. Ele teria cometido o crime na cidade de Grão-Pará. As investigações foram coordenadas pelos delegados Leonardo Valente e Francisco Ribeiro.