Maycon Vianna
Tubarão

Um homem de 38 anos, morador do bairro KM 60, próximo à igreja da localidade, em Tubarão, jogou álcool e depois ateou fogo em sua companheira, de 25 anos, por volta das 18h45min desta sexta-feira. Eles haviam começado a brigar às 17 horas.

Quando a vítima chegou em casa do trabalho (ela é funcionária de uma padaria), o seu companheiro (que vive de bicos) a esperava. Segundo os vizinhos, a tentativa de homicídio foi motivada por ciúme. “A mulher foi bastante queimada e gritava para que matassem ela, pois não agüentava mais de dor. Ele já a agrediu várias vezes. De vez em quando, ouvimos gritos e a pancadaria começa. Sobra até para quem não tem nada a ver com a história”, relata um vizinho.

O casal mora em uma pequena casa de madeira com duas crianças, frutos de um outro relacionamento da vítima (um menino de 3 anos e uma garota de 9). Ambos presenciaram o crime. O acusado já tem passagem na polícia por tentativa de agressão.

A mulher teve queimaduras de 2º e 3º graus e ficou com cerca de 30% do corpo queimado, principalmente na região do tórax e barriga. Alguns cômodos da casa também pegaram fogo.
O Samu de Tubarão atendeu o caso e encaminhou a vítima, em estado grave, ao Hospital Nossa Senhora da Conceição. Até o fechamento desta página, por volta de 22h40min de sexta, o acusado não havia sido localizado pela polícia.