Um homem foi preso após manter a ex-companheira em cárcere privado e ameaçar ela de morte na madrugada desta terça-feira (14). O fato ocorreu no bairro Petrópolis, em Joinville.

Segundo a Polícia Militar, a mulher, vítima de violência doméstica, acionou o botão do pânico da PM, enquanto o homem forçava a entrada em sua residência. O ex-companheiro havia sido preso pela Rede Catarina no dia 14 de abril deste ano, por descumprimento da medida protetiva.

O agressor saiu do presídio com a tornozeleira por volta das 20h desta segunda-feira (13), porém arrebentou o sistema de vigilância e na madrugada cometeu o crime contra a ex-companheira.

 

Vítima aciona botão do pânico

A vítima acionou o botão de pânico por meio do aplicativo PMSC Cidadão. O homem conseguiu invadir a residência, onde estava a vítima e o pai dela, de 83 anos. Ele manteve a vítima em cárcere privado e a ameaçava de morte, dizendo que se ela não ficasse com ele, não ficaria com mais ninguém.

Quando a Polícia Militar chegou no local, deparou-se com a vítima pedindo socorro. O autor mantinha a vítima refém sob a ameaça de matar ela com um objeto pontiagudo. O local estava trancado por correntes, o que dificultava o acesso da polícia.

Os primeiros policiais que chegaram no local isolaram a área e iniciaram a intervenção. Os policias da Companhia de Patrulhamento Tático (CPT) ao chegarem no local assumiram as negociações.

Em determinado momento a mulher começou a passar mal, então o agressor permitiu que a equipe do paramédico e o negociador se aproximassem. As negociações continuaram, até que em determinado momento o homem se rendeu, sem ser necessário uso da força.

Como protocolo para essa categoria de ocorrência, o Bope foi acionado e durante o deslocamento dessa guarnição especializada, os policiais militares que estavam no local tiveram sucesso na negociação.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: O Município