Mirna Graciela
Tubarão
 
Reginaldo de Souto, 31 anos, conhecido como Borracha, natural de São José, foi assassinado ontem, no início da tarde, em Tubarão. Foi o primeiro homicídio do ano na cidade e o quinto na região (confira os outros no quadro ao lado). Em 2010,  foram 41 assassinatos (17 deles em Tubarão, quatro nos primeiros 26 dias do ano). O crime ocorreu na Área Verde, na rua Dalmari Luciano Luiz, próximo à Associação Souza Cruz. 
 
Segundo dados do Instituto Geral de Perícias (IGP), cinco projéteis foram localizados no corpo, que tinha mais de dez perfurações do tórax para cima. No entanto, outras  balas foram encontradas pela Central de Operações Policiais (COP) de Tubarão no local do crime. O IGP também constatou a existência de dois tipos de projéteis, o que confirma a hipótese do crime ter sido cometido por mais de uma pessoa.   
 
A Polícia Militar foi avisada do assassinato pelos bombeiros, que informaram que um homem tinha sido baleado na Área Verde, por volta das 13h30min. Porém, os PMs não o encontraram. Depois, souberam que ele tinha sido levado ao Hospital Nossa Senhora da Conceição. De acordo com as enfermeiras, a vítima chegou em um Audi prata. As pessoas que estavam no veículo somente deixaram Reginaldo e partiram. 
 
Homicídios em 2011
 
Imbituba
Edson Demétrio da Silva, 24 anos, foi atingido no braço e peito por um tiro, durante a festa de Réveillon, no Canto da Praia da Vila, em Imbituba, no dia 1º de janeiro. O crime ocorreu às 3h45min. O assassino efetuou três disparos contra Edson após um esbarrão. Somente um tiro pegou na vítima, mas foi fatal. (Investigação em andamento).  
 
Laguna  
• O policial civil José Maria Mendonça, 46 anos, foi assassinado com um revólver calibre 32, no dia 8 de janeiro, com dois tiros na cabeça em sua residência, no Km 37, em Laguna. O corpo foi encontrado por seu cunhado, no dia seguinte. (Investigação em andamento).
• Márcio da Silva Matos, 34 anos, foi morto na madrugada do dia 20 de janeiro, no bairro Malvina, na rua Julio Maurício. Ele foi executado com vários tiros, que atingiram peito, cabeça, braços e costa. Os autores do assassinato foram presos em flagrante, um homem de 20 e outro de 29 anos, bem como um menor de 17 anos. (Desvendado).
 
Gravatal 
• Um gaúcho foi assassinado no dia 10 de janeiro no município. Pedro Leandro Cardoso, 37 anos, envolveu-se em uma briga com o dono de um bar, no bairro Brasília, levou um tiro no peito, do lado direito, e morreu na hora.