Por volta das 10h20min desta sexta-feira (29), a Polícia Militar de Araranguá foi acionada para averiguar um tiroteio que estava ocorrendo no bairro Santa Catarina, às margens da BR-101, próximo da Balança.

No local os policias encontraram quatro homens caídos, sendo um baleado na perna, outro em óbito, um sem ferimentos e outro com ferimentos na cabeça provocados por pauladas. Em buscas, três revólveres foram apreendidos e as testemunhas começaram a relatar os fatos.

A Polícia Civil também esteve no local, assim como a Polícia Rodoviária Federal, Instituto Médico Legal (IML) e Instituto Geral de Perícia (IGP). A movimentação de viaturas e ambulâncias dos Bombeiros e SAMU chamou a atenção de quem trafegava pela BR 101 sentido sul.

Conforme relatos da mulher de R.F. de 43 anos que morreu no local alvejado no peito e mãe do rapaz de 24 anos que foi baleado na perna, tudo começou na quinta-feira (28), quando a sobrinha foi agredida pelo jovem morador da casa. O motivo foi o pagamento da pensão.

Nesta sexta-feira, o marido nervoso com a agressão, revolveu tirar satisfação e se deslocou de Balneário Arroio do Silva (onde mora), junto com a mulher, seu filho e outro rapaz, indo até a residência do ex-companheiro da sobrinha, em Araranguá.

A mulher contou que logo ao chegar, o marido e o filho foram recebidos a tiros, entrando em vias de fato com dois jovens que estavam no imóvel. Ela correu e pegou um pedaço de pau, golpeando um na cabeça, jogando um revólver para o terreno vizinho, para que mais tiros não fossem disparados.

Já uma moça que estava na casa, disse que houve discussão por causa de pensão, mas que quem chegou atirando foram os moradores do Arroio.

O rapaz alvejado na perna foi levado ao Hospital Regional de Araranguá. A vítima da agressão na cabeça também foi socorrida e levada à unidade hospitalar. Já um terceiro jovem foi preso e levado à delegacia.

Agora a polícia civil vai esclarecer a motivação, e como tudo efetivamente ocorreu.