#ParaTodosVerem Na foto, um prédio branco, com uma grande escadaria na frente, onde funciona o Fórum de Criciúma
- Foto ilustrativa | TJSC | Divulgação

O Tribunal do Júri da Comarca de Criciúma atendeu ao pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e condenou Fabiano Pedro a 10 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão por tentativa de homicídio triplamente qualificado. Em 2020, o réu atirou diversas vezes contra um homem que estava em um carro, na Avenida Centenário, no Centro de Criciúma. Segundo a promotora de justiça Diana da Costa Chierighini sustentou, o crime foi cometido por motivo fútil, já que o acusado tentou tirar a vida da vítima por ela ter feito comentários sobre o fato de que ele teria voltado a usar drogas.

Conforme a denúncia, a tentativa de assassinato também foi praticado com emprego de meio que dificultou a defesa da vítima, pois ela foi surpreendida em via pública pelo acusado, que realizou uma manobra trancando a passagem do veículo, aproximou-se da porta do motorista e efetuou os disparos, inclusive substituindo o carregador da arma. Além disso, o Ministério Público também alegou na peça que Fabiano causou risco comum a quem trafegava ou estava próximo do local. Dessa forma, pelas circunstâncias do crime, o Juri acolheu a tese de homicídio tentado triplamente qualificado. Fabiano deverá cumprir a pena em regime inicial fechado. Por estar preso preventivamente, e tendo sido reconhecida a necessidade de manutenção da prisão, o réu não poderá recorrer em liberdade.

Fonte: Ministério Público de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul