Maycon Vianna
Tubarão

O dia mal havia começado e os moradores da rua Andrino Borges Salles, próximo à Escola Noé Abati, em Tubarão. preparavam-se para ir ao colégio ou ao trabalho. De repente, ouviram uma discussão. Foi por volta das 6h05min de ontem. Uma mulher de 34 anos pedia insistentemente a separação de um homem de 36 anos. Junto com o casal, morava uma jovem de 18 anos, filha da mulher.

O tom da conversa começou a ficar mais ríspido. Foi quando os vizinhos ouviram três disparos. “Foi tudo muito rápido, o homem gritava desesperadamente. Todos ficaram chocados com os gritos”, diz uma moradora do local.

A mulher levou três tiros do marido, que atingiram o braço, o ombro e as costas (este perfurou o abdômen). Em seguida, em um momento de descontrole, o autor dos disparos pegou a arma e atirou na sua própria boca.
O Corpo de Bombeiros de Tubarão e o Samu foram imediatamente acionados para atender a ocorrência. A Polícia Militar também foi chamada e, quando chegou ao local, percebeu o desespero dos moradores da localidade.

Ao entrar na casa, os bombeiros e os policiais encontraram o casal no chão da sala. Foi o segundo caso de crime passional (movido pela paixão) na cidade este ano. Ambos deram entrada em estado grave na emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição. O homem foi submetido a uma tomografia, que não mostrou a bala, porque, segundo a equipe médica, deve ter atravessado o corpo.

A mulher foi encaminhada diretamente para o centro cirúrgico, com sérios ferimentos no abdômen e no tórax.
Até o fechamento desta página, por volta das 22 horas, ambos continuavam em estado grave e corriam risco de morte.