O homem acusado de matar o empresário Osório Schlickmann Perin, o Maneca, em Grão-Pará, no último dia 14 foi preso nesta terça-feira (24) pela manhã. suspeito. De acordo com informações, o suspeito se apresentou na Delegacia de Braço do Norte, com um advogado, dias depois do crime, mas na ocasião não foi detido porque não ocorreu flagrante.

O suspeito do homicídio é empresário em Grão-Pará e conforme a polícia, o homem confessou o crime. Ele afirmou que a ação ocorreu em legítima defesa. Quando prestou depoimento em companhia do advogado, o acusado entregou um revólver de calibre 38 para as autoridades de segurança pública. Ele alegou que a arma foi usada na ação.

Maneca Perin foi assassinado no  sábado (14) à tarde em Grão-Pará. O motivo do crime foi uma desavença entre a vítima e um vizinho, que discordavam sobre a divisa de terreno, localizado na comunidade de Aiurê.

A vítima foi atingida por pelo menos seis disparos de arma de fogo. O crime na comunidade de Aiurê ocorreu por volta das 16h. A viatura do ASU 365 do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas ao chegar no local o homem já tinha ido a óbito

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul