Todos os guardas municipais fizeram o curso de tiro com a Polícia Civil
Todos os guardas municipais fizeram o curso de tiro com a Polícia Civil

 

Mirna Graciela
Tubarão
 
O convênio entre a prefeitura de Tubarão e a Polícia Federal (PF) que autoriza a utilização de arma pela Guarda Municipal foi publicado ontem, no Diário Oficial da União. As pistolas seriam entregues esta semana aos guardas, no entanto, as carteiras para o porte individual não ficaram prontas. 
 
A expectativa do secretário de segurança e patrimônio da prefeitura, Carlos Eduardo de Bona Portão, o Preto, é de que os guardas estejam armados nos próximos dois dias. Segundo ele, o atraso ocorreu porque, quando a Polícia Federal foi inserir o número do CNPJ da prefeitura, o sistema não aceitou, pois o executivo não constava como órgão de segurança.
 
“Tomamos estas providências hoje (ontem). Estamos aguardando a expedição deste novo CNPJ pela Receita Federal. Acreditamos que isto ocorrerá logo. Então, mandaremos o número para a PF confeccionar as carteiras, daí o processo é rápido”, relatou Preto.
 
Este era o último requisito para a GM usar as armas. Todas as providências foram tomadas, como a compra do armamento, a mudança no regime trabalhista, a estruturação na secretaria e o curso realizado na Academia de Polícia Civil. Foram investidos  R$ 325 mil.