Laguna

O uso de drogas também configura crime, mas ninguém vai preso por causa disso. Muitos são viciados em crack e precisam de ajuda. É esse trabalho de prevenção e de ajuda amparo social que a Guarda Municipal de Laguna (GML) realiza praticamente todos os dias, de segunda a segunda, inclusive aos feriados, e a equipe não mede esforços para tal apoio. Muitas vezes, o usuário invade prédios públicos para o consumo, e recebem uma série de orientações dos guardas municipais.

São diversas rondas, incursões e abordagens em prédios abandonados utilizados por usuários de drogas que perambulam no município em atitudes suspeitas. Segundo a corporação, muitos confessam que esperam “achar uma brecha para roubar ou furtar algo” e trocar por drogas.

Estes usuários costumam levar quaisquer objetos que possam ser vendidos ou trocados por entorpecentes (geralmente o crack), e a Guarda Municipal de Laguna, nas abordagens que não são constatados flagrantes, orientam e ficam à disposição dessas pessoas a procurarem ajuda da assistência social para internamento ou retornarem para o seio familiar, “afinal, a fonte da vida para todos nós é a família, seja estruturada ou não. Quando este lugar é desrespeitado, sofremos as consequências. É preciso entender que somos resultados de uma experiência familiar; percebemos ali o nosso papel, dificuldades são rotineiras, quem não as tem? A diferença é a maneira com que lidamos com os problemas. Alguns deixam-se abater e caem na vala dos murmuradores, outros se motivam e agem, concretizando seus objetivos e atingindo o sucesso, em diversas áreas da vida. É preciso abstrair de cada instante dessa vida efêmera o máximo de sabedoria possível. E com fé em um ser supremo devemos seguir adiante… Na busca incessante de se tornar pessoa melhor, para a família, para os amigos e para sociedade”, observa um guarda municipal.