O conhecido “golpe do nudes” consiste na criação de perfis fakes de garotas nas redes sociais que, a partir daí, passam a adicionar homens, na maioria das vezes, de meia idade. Inicia-se então uma troca de mensagens de cunho sexual. O delegado da Polícia Civil que atua em Braço do Norte, Eder Matte, alerta para o golpe.

Ele explica que, durante as conversas realizadas por meio do bate-papo dos aplicativos e também via Whatsapp, fotos íntimas, conhecidas como nudes, são trocadas entre a suposta garota e as vítimas que são, a todo tempo, enganadas pelos autores do crime. Vale destacar que na abordagem a suposta garota não declara ser menor de idade, informação que surge apenas posteriormente quando é realizada a extorsão.

Já de posse da foto da vítima e das trocas de mensagens, os golpistas entram em contato e se apresentam como policial civil, informam que a menina seria menor de idade e exigem dinheiro para não realizarem a prisão da vítima. Posteriormente fazem uma “intermediação” entre a vítima e o pai da garota.

Eles solicitam mais dinheiro para pagar um suposto tratamento para menina que teria ficado doente com a situação. Inclusive chegam a exigir dinheiro para pagar o enterro da suposta menor que teria falecido em razão de depressão.

Caso a vítima não deposite a quantia em dinheiro exigida pelos criminosos, eles ameaçam expor toda a conversa aos familiares das vítimas e pessoas próximas, que, subjugados a essa situação, acabam efetivando os depósitos.

Para o delegado é fundamental que as pessoas estejam atentas para não cair no golpe e, assim que receber as primeiras ameaças, a recomendação é de que entre em contato com a polícia que orientará qual a melhor forma de agir. No vídeo, Eder Matte fala sobre o assunto.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul