Taiana Flores
Taiana Flores

Maycon Vianna
Tubarão

Sangue nas paredes do quarto, móveis sujos, amigas desesperadas. Quem chegava na rua Jovelino Caetano Barbosa, no bairro Fábio Silva, na tarde de ontem, observava um cenário de terror, onde um crime brutal ocorreu por volta das 13 horas de ontem.

Taiara de Melo Flores, 31 anos, solteira, com o ensino fundamental incompleto, foi atacada com uma faca enquanto estava em seu quarto, possivelmente por uma outra mulher. Ela chegou a ser encaminhada ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, mas não resistiu e morreu no caminho, por hemorragia.
“A perda de sangue era impressionante. Foram várias perfurações, não foi possível identificar quantas facadas ela levou”, detalha um dos bombeiros, que atendeu a ocorrência.

A polícia confirma que a vítima tinha uma desavença com uma garota com quem dividia em uma casa, de dois pisos. Na parte de cima da residência, morava uma outra jovem, de 25 anos, que realizava alguns trabalhos com Taiara. “Não vi o que ocorreu. Quando cheguei na casa dela, vi o corpo todo ensanguentado. Entrei em desespero. A nossa relação era boa, não sei o que leva alguém a cometer um crime tão brutal. Aí, acionei a PM”, diz a colega.

Taiara era conhecida pelo apelido de Patrícia e trabalhava como garçonete em uma casa noturna. Ela tinha dois filhos (que não moravam com ela) e estava em Tubarão há quatro meses. A sua família é do Rio Grande do Sul.
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão. A polícia civil investiga o caso e ainda não pode afirmar quem realmente matou Taiara a facadas. Até o fechamento desta edição, duas amigas da vítima, já haviam prestado depoimento.