Maycon Vianna
Tubarão

Um homem de 27 anos conhecido no meio policial pela prática de vários crimes levou um tiro na perna direita quinta-feira, por volta das 19h26min, próximo ao Beco da Valdete, no bairro Fábio Silva.
O autor do disparo foi um policial militar que explicou nesta sexta-feira ao comando do 5º Batalhão da Polícia Militar por que atirou.
Uma guarnição da PM fazia rondas pela localidade quando abordou o suspeito. Em um primeiro momento, o rapaz cumpriu a ordem dos policiais, parou e foi revistado. Em seguida, ele colocou a mão na cintura, sacou uma arma, apontou para os policiais e fugiu.

Foi então que o policial fez o disparo. “Ele não obedeceu a ordem para não escapar e apontou uma arma de brinquedo para nós. Agimos com precisão para evitar maiores transtornos. O rapaz caiu e ainda bateu com o nariz no chão”, detalha um dos policiais que atenderam a ocorrência.

O homem foi preso em flagrante. Antes de ser encaminhado à Central de Polícia Civil de Tubarão, foi levado à emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, para tratar o ferimento na perna.
Depois de ser atendido, ele prestou depoimento ao delegado de plantão e não confirmou que tinha furtado alguns produtos do Clube 1º de Maio, no bairro Oficinas. Após ser interrogado, o acusado foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.

Homem baleado é suspeito
de furtar em clube

O homem baleado na perna por um policial é o principal suspeito de ameaçar José Carlos Lopes, de 59 anos, de morte. O acusado foi surpreendido na noite de quinta-feira (minutos antes de ser abordado pelos policiais militares) por José Carlos quando furtava produtos do Clube 1º de Maio. José Carlos flagrou o furto, o ladrão apontou a arma e afirmou que iria matá-lo. Depois disso, ele conseguiu evadir-se do local com uma caixa de isopor com aproximadamente seis quilos de carne e algumas garrafas de uísque e cerveja.