Araranguá

Por volta de 14h40min desta sexta-feira (28), a Polícia Militar foi acionada e informada sobre o furto de um veículo dos Correios, um furgão, que estava no bairro Cidade Alta. O motorista contou que deixou o veículo no local por cinco minutos, mas com as chaves na ignição, estacionado no pátio da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), para buscar um malote, e quando voltou não encontrou mais o carro.

Após o crime, uma perseguição policial iniciou. Uma viatura da PM do Arroio do Silva, que realizava rondas pela estrada geral entre Araranguá e a Praia da Caçamba, deparou-se com o veículo e deu ordem de parada para o motorista, que não obedeceu. O ladrão empreendeu fuga em alta velocidade pela estrada de chão, sentido balneário, e perdeu o controle em uma curva, na Praia da Caçamba, capotando o furgão, que ficou com as quatro rodas para cima.

Depois de capotar, o criminoso fugiu a pé e entrou em uma área de vegetação rasteira entre dunas e banhados. A viatura da PM, que já estava no encalço, solicitou apoio de mais guarnições. As polícias Militar e Civil de Araranguá e Arroio do Silva, o helicóptero do Serviço Aéreo (Saer) da PC de Criciúma, Canil (K9) da PM de Criciúma, Instituto Geral de Perícias (IGP) de Araranguá e Polícia Federal de Criciúma trabalharam na ocorrência.

O marginal deixou vestígios durante a fuga a pé, como pegadas nas areias (de pés descalços), um moletom e um chinelo, os policiais cercaram a área e iniciaram uma busca de cerca de três horas. Já era noite quando o fugitivo foi capturado. Por volta de 19 horas, o ladrão achou que os policiais haviam desistido de procurá-lo e saiu do esconderijo, ele foi apanhado próximo ao local onde o veículo capotou, por policiais militares que estavam de campana em veículos descaracterizados. O bandido foi preso em flagrante pela PM e confessou o furto, ele foi encaminhado à Polícia Federal de Criciúma, já que foi um crime contra o patrimônio da União, já que os Correios são uma estatal do governo federal.

Fonte e foto: Correio do Sul