Tubarão

Os salários dos 14 funcionários do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) de Tubarão, que estavam atrasados, foram pagos ontem. A informação é do presidente da ONG Multiplicando Talentos, Eduardo Milioli, entidade responsável pela administração do centro.

O atraso foi de 20 dias. “Eles teriam que receber em 20 de fevereiro, mas neste dia fizemos um vale para não deixar ninguém no sufoco”, revela Milioli. A ONG alega que o problema foi a falta dos recursos por parte do governo do estado. Este já justifica que a prestação de contas do fundo social do ano passado não foi apresentada, o que não permitiu o pagamento.

“Entreguei a prestação de contas 40 dias antes do prazo estipulado, no dia 20 de dezembro, e poderíamos fazer isto até o dia 15 de fevereiro, o problema não foi este”, revela o presidente da ONG.
Segundo ele, o que ocorreu foi a falta de profissionais na secretaria estadual da fazenda, no setor de fundo social, em Florianópolis. “A grande quantidade de processos sobrecarregou os funcionários”, justificou Milioli. Inclusive este problema atingiu uma série de ONG’s em todo o estado.