#Pracegover Foto: na imagem há um homem de bermuda nranca, camiseta azul e boné claro. Há o mar, montanhas, pedras e casas
As buscas por Michel Ricardo Barbosa, de 25 anos, foram feitas durante 18 dias ininterruptos. - Foto: Instagram

Logo que esta terça-feira (18) clarear, o Corpo de Bombeiros, Helicóptero Saer/SaraSul, da Polícia Civil, e Marinha Brasil retomam as buscas pelo jovem Michel Ricardo Barbosa, 25 anos. Ele e outras seis pessoas estavam na lancha que virou na boca do Canal dos Molhes, em Laguna, na tarde da última sexta-feira (14).

As Buscas iniciaram às 7 horas e foram encerradas por volta das 19 horas. Foram percorridas toda a extensão entre o Farol de Santa Marta e a Praia Sul de Itapirubá.

Conforme o tenente Roger, do Corpo de Bombeiros Militar de Tubarão, as equipes receberam informações de avistamentos do que poderia ser o corpo de Michel ao longo do dia. Todas foram averiguadas, mas se travam de boias, trocos de árvores ou lixo.

Veja abaixo, o vídeo do tenente sobre este quarto dia de buscas:

Todos os sete ocupantes da lancha são de Caçador, no Oeste de Santa Catarina, e passam férias em Laguna. Dois morreram no local: o vereador Ricardo de Moraes Barbosa (48) e o amigo da família Deivid Fernandes (29), conhecido como Jabu. Eles foram resgatados já sem vida. Os bombeiros tentaram as manobras de ressuscitação, mas sem sucesso.

Outras quatro pessoas que estavam na lancha foram resgatadas e sobreviveram: Danilo Zago Marcolino, 34 anos, piloto da lancha; Olvio Mattei Neto, 31, Danilo de Mello Maccari, 31 e Rodrigo de Moraes Barbosa Junior, 29 anos.

Os sete homens que estavam na lancha que afundou eram do Oeste de Santa Catarina. Quatro sobreviveram, dois morreram e um segue desaparecido desde a última sexta-feira (14)

Michel, único filho do vereador falecido, desapareceu no mar. Ele era graduado em educação física e morava em Videira, também no Oeste catarinense.

Conforme relatos dos sobreviventes, Ricardo e Deyvid também estavam agarrados ao casco da lancha, quando viram Michel se afogando. Eles nadaram em direção ao jovem para tentar pega-lo e também se afogaram.

 

 

Centenas de pessoas se despedem do vereador Ricardo Barbosa e Deyvid Fernandes

Vereador Ricardo Barbosa é um dos falecidos na naufrágio da lancha nesta sexta, em Laguna. Seu Filho, Michel Ricardo, segue desaparecido – Foto: Divulgação

Familiares, amigos e autoridades lotaram a Câmara de Vereadores de Caçador neste domingo (16) para o último adeus ao parlamentar Ricardo Barbosa e do amigo Deyvid Fernandes. No fim do dia, os corpos foram transportados em carro aberto dos Bombeiros Voluntários até o Cemitério Municipal de Caçador, onde foram sepultados.

 

 

Marinha investigará abrirá um inquérito para apurar as causas do acidente
O naufrágio da lancha que causou a morte do vereador Ricardo de Moraes Barbosa (PSDB), do amigo da família Deyvid Fernandes e o desaparecimento do filho do parlamentar, Michel Ricardo, será investigado por meio de um inquérito administrativo.

A informação foi confirmada na noite desta sexta-feira (14), em nota divulgada pela Capitania dos Portos em Laguna. A entidade militar é a responsável por orientar, instruir e fiscalizar o tráfego aquaviário na região. Conforme o comunicado, o inquérito tem como objetivo apurar as causas, circunstâncias e responsabilidade do acidente. A investigação deve durar cerca de 45 dias.

O acidente com a lancha ocorreu a alguns metros do local onde o estudante Pablo Micael Silvério Sabino, 14 anos, perdeu a vida após se afogar no dia 31 de dezembro último. Essa é a segunda tragédia que ocorre na mesma área, que não tem proteção de guarda-vidas.

 

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul