Orleans

Um homem de 30 anos foi identificado pela Polícia Civil de Orleans como o autor do estupro de sua cunhada, deficiente mental. Segundo o delegado Ulisses Gabriel, que coordena o inquérito, o caso teria ocorrido em 12 de maio de 2008.
O delegado que trabalhava como substituto na comarca de Orleans acredita que houve um estupro praticado pelo cunhado contra a jovem, portadora de deficiência mental, que também é surda e muda. Na época, ela tinha 18 anos e engravidou.

Segundo a jovem, o autor do crime teria sido um vizinho. “Ao longo das investigações, não se descartou a possibilidade de outros indivíduos terem mantido relações com a vítima. “Foi realizado um exame de DNA com relação ao suspeito inicial. O resultado foi negativo”, revela o delegado. Em diligências, chegou-se à conclusão que a vítima sempre ficava na companhia de seus familiares, dos quais eram homens o seu pai e o cunhado.

Realizado outro exame pericial de DNA, constatou-se que o pai do filho – hoje com quase 2 anos – da vítima seria o seu cunhado. O acusado foi indiciado pelo delegado em inquérito policial pela prática do crime e terá a sua prisão temporária requerida a qualquer momento.