Tubarão

O aumento na incidência de assassinatos na Amurel tem relação com o tráfico de drogas, segundo investigações das Polícias Civil e Militar da região. “Mais de 90% dos casos do ano passado foram decorrentes do tráfico. O crack é o principal vilão”, aponta o coordenador da Central de Plantão Policial (CPP) de Tubarão, César Augusto Cardoso Reynaud.

A ‘organização’ entre os criminosos também é avaliada como um ponto negativo. “Um mata o outro. Por isso é complicado de apontar o culpado, o homicida. Há poucos anos, os criminosos portavam canivetes. Hoje, a polícia é recebida por tiros, e de pistolas, não mais de revólveres, como há dois, três anos”, alerta César.

O comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Tubarão, tenente-coronel Silvio Ricardo Alves, garante que os policiais realizam o trabalho ostensivo nos pontos de tráfico todos os dias. “Todas as mortes ocorridas em Tubarão ano passado estão ligadas ao tráfico de drogas. O Pelotão de Policiamento Tático (PPT) realiza incursões diárias nestes pontos para inibir os criminosos”, destaca Silvio.

“Portanto, os homicídios ocorridos na região, em sua maioria, são ligados ao tráfico. Os bandidos disputam o espaço para vender os entorpecentes. Por isso, matam-se. Isso ocorre pelo aumento no comércio de drogas, maior quantidade de usuários”, conclui César.

Assassinatos em Tubarão

2009
• Marco Martins Paes, 32 anos – baleado no dia 2 de março, no bairro Santo Antônio de Pádua.
• Renato Elias Oliveira, 22 anos – esfaqueado no bairro São Clemente (Andrino), em 22 de março.
• Carlos Alberto de Oliveira, 33 anos – levou três tiros em 4 de abril no Beco da Valdete, bairro Oficinas.
• Regiane de Jesus Burato, 30 anos – levou dois tiros em 7 de abril, no bairro Morrotes.
• Fred Nascimento, 32 anos, foi alvejado com seis tiros, na rua Canadá, bairro Passagem, em 21 de agosto.
• Nerivalda Catarina da Silva, 39 anos – levou oito tiros em 5 de setembro, na Área Verde, bairro Campestre.
• Eduardo Nascimento da Silva Júnior, 26 anos – levou um tiro na testa em 27 de novembro, em Oficinas.
• Marli de Souza Amorin, 20 anos – levou um tiro na cabeça em 1º de dezembro, no bairro Morrotes.
• Leandro da Silva Nascimento, 20 anos – levou dois tiros no dia 3 de dezembro, no centro.
• Fábio Machado Monteiro, 29 anos – foi morto com sete tiros em 26 de dezembro, no bairro Guarda.

2010
• Cristiano da Silva Silvano, 35 anos, foi morto na noite do dia 16 de janeiro. Ele foi atingido por seis tiros na comunidade da Área Verde, bairro Campestre.

Assassinatos na Amurel

Laguna
• Dayane Tavares Ribeiro, 25 anos – morreu no dia 23 de janeiro, no centro, com três tiros no peito.
• José Soares Bernardo, 47 anos – foi encontrado morto no dia 3 de agosto, no Mar Grosso, com uma perfuração no abdômen.
• Rodrigo Franco da Rocha, 17 anos – levou três tiros no peito no dia 25 de dezembro, na praia do Gi.

Jaguaruna
• Luiz Henrique da Rosa Matta, 28 anos – levou dois tiros de espingarda no peito, em 20 de março, no Balneário Paraíso.
• Robson Constantino da Rosa, 27 anos – foi encontrado morto no dia 17 de julho, bairro Encruzo, com sinais de espancamento.
• Fábio da Silva, 31 anos – alvejado com cinco tiros nas costas em 19 de dezembro, no Campo Bom.

Imbituba
• Sebastião Mendes, 43 anos – levou duas facadas no tórax, no dia 12 de abril, na localidade de Guaiuba.
• Uma adolescente de 17 anos foi encontrada morta no bairro Nova Brasíliano, em 23 de junho. Ela levou um tiro e teve os olhos e os lábios removidos.
• Luis Fernando Angioletti, 32 anos – morreu em 23 de novembro, bairro Vila Nova, após levar dois tiros.
• Lázaro Alcides Miranda Nascimento, 34 anos – levou um tiro nas costas, no dia 19 de dezembro, em Itapirubá.

Pedras Grandes
• Bento de Souza, 56 anos – levou 11 tiros no dia 13 de novembro, em Pedrinhas.

Sangão
• Alexsandro Fonseca de Lima, 23 anos, morreu no dia 22 de novembro, em Sangãozinho, após ser agredido a pauladas.