#PraCegoVer Na foto, uma criança tampa o rosto com um mão e estende a outra para frente
- Foto: ilustrativa | Divulgação

Agora Santa Catarina integra o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM). A assinatura à rede nacional ocorreu na noite desta segunda-feira (2), na sede do Ministério Público, em Florinópolis. No mesmo ato, o Grupo Gestor do PPCAM/SC foi definido. Instituído em 2003, o PPCAAM é o equivalente aos conhecidos programas de proteção às testemunhas. Neste caso, o foco é assistir crianças e adolescentes vítimas de violência ou testemunhas que necessitem da proteção do Estado contra os autores dos crimes por correrem risco de morte.

Além da metodologia que busca prevenir a letalidade de crianças e adolescentes em todo o Brasil, a política pública visa reinseri-las na sociedade com segurança. Deste a sua criação, a rede nacional já assistiu e protegeu mais de 4,5 mil crianças e adolescentes e quase de 7,7 mil familiares. Além de Santa Catarina, o programa á estava presente no Distrito Federal e em outros estados: Amazonas, Acre, Pará, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Bahia, Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Fonte: Ministério Público de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul