A aglomeração registrada ontem (12) à noite em um estabelecimento em Tubarão causou grande repercussão. Conforme a Polícia Militar, havia centenas de pessoas próximas uma das outras, reunidas, dentro e fora do estabelecimento.

“Estas pessoas não faziam a utilização de máscaras, não preservavam o distanciamento social adequado para evitar a propagação da doença e ainda compartilhavam bebidas entre vários grupos, sendo estes fatos observados dentro e fora do estabelecimento”, emitiu o comando da Polícia Militar.

Quando as guarnições chegaram, devido ao grande número de pessoas, os policiais tiveram que dispersá-las por meio de verbalização e o uso de spray de pimenta. Após o procedimento policial, o estabelecimento foi interditado, pois já é um fato recorrente devido ao fechamento anterior pelo mesmo motivo.

A ocorrência trata-se de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa (infração de medida sanitária preventiva).

Segundo o comandante do 5° Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Silvio Roberto Lisboa, enquanto a administração do empreendimento não for ao batalhão da PM para regularizar a situação, ficará impedido de funcionar.

Conforme decreto do governo de Santa Catarina, em função da pandemia, as aglomerações estão proibidas como forma de evitar contágios pelo coronavírus.