Wagner da Silva
Braço do Norte

Um crime bárbaro chocou a pequena comunidade de Rio Santo Antônio, no interior de Braço do Norte. Um empresário da cidade passava pela estrada geral da localidade quando sentiu um cheiro e estranhou uma fumaça que saía da mata. Parou para averiguar do que se tratava e deparou-se com o cadáver carbonizado de um ser humano. O fato ocorreu às 17 horas.

A Polícia Militar foi acionada pelo empresário. Em seguida, uma equipe da Delegacia de Polícia Civil de Braço do Norte e do IML de Tubarão foram até o local. Preliminarmente, a polícia trabalha com a hipótese do crime tratar-se uma queima de arquivo. Os investigadores já concluíram que o crime foi cometido ontem e em outro local. O matagal foi apenas onde o corpo foi descartado e cremado.

Conforme informação do IML, o corpo é de um homem. Ele usava aliança na mão esquerda. A cabeça estava envolta em uma toalha e está bastante preservada, o que auxiliará a polícia a identificar a vítima com maior facilidade. É provável ainda que o homem estivesse com as mãos e os pés amarrados. Hoje, um médico legista tentará identificar qual a real causa da morte do homem e se ele estava vivo ou não na hora em que o fogo foi ateado. Nenhum resquício de documentos foi encontrado na área em torno do corpo.

Moradores da comunidade ajudam a polícia com informações que possam auxiliar nas investigações. A primeira pista surgiu ainda ontem: várias pessoas testemunharam que um homem com marcas de sangue foi visto em um posto de combustível. Os investigadores já solicitaram a gravação ao proprietário. O material será analisado pelos peritos hoje.