Criciúma

Um empresário conhecido por abusar de meninas com um Malibu preto foi condenado na Comarca de Içara a mais 12 anos de reclusão, inicialmente, em regime fechado. A sentença representa o máximo previsto no artigo 123 do Código Penal para constrangimento, mediante violência ou grave ameaça e conjunção carnal contra quem é menor de 18 anos ou maior de 14, neste caso, uma garota de Balneário Rincão. Ao réu ainda cabe recurso.

Com a decisão do juiz Fernando Dal Bó Martins nesta última quinta-feira (27), o réu permanece preso, mas ainda sem a fixação do valor mínimo para a reparação de danos decorrentes do crime contra a adolescente de 14 anos atacada em 4 de agosto de 2016. O empresário de 38 anos já foi condenado a 10 anos e oito meses por violentar uma garota 16 anos em Içara. E ainda responde por abuso de uma menina em Cocal do Sul e o rapto de outra em Içara, ambas de 11 anos.

Ainda na fase de investigação, uma das vítimas reconheceu a casa que o empresário havia adquirido em Balneário Rincão. Além disso, coincidiu o modelo do veículo no relato das jovens. Ele foi preso em Criciúma no dia 12 de agosto, um dia após ter feito a abordagem em Cocal do Sul. O Malibu foi rastreado por meio de imagens do sistema de vídeo-monitoramento local e apreendido junto com um revólver na casa do empresário.

Fonte: Canal Içara