Na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, uma abordagem policial terminou em tragédia neste sábado (14). O soldado da PM Vinicius da Silva de Melo, 28 anos, morreu com um tiro de fuzil na cabeça durante o serviço.

Ele e seu colega, que acabou ferido, começaram uma perseguição contra um carro que não parou na blitz. O veículo suspeito acelerou, mas foi impedido de continuar porque colidiu com outros dois carros.

Nesse momento, o atirador saiu do carro com um fuzil calibre 762 e deu vários disparos contra a viatura policial. Depois ele entrou numa área de mata, mas foi perseguido por policiais que chegaram como reforço. O suspeito foi morto no local.

Segundo o major Marlon Niglia, porta-voz da PM de Piracicaba, o suspeito é Sérgio Gomes Samad. Ele transportava fuzis, colete à prova de balas e explosivos.

“Há um registro em vídeo que mostra que o suspeito foi ferido, pois é possível ver uma mancha de sangue em seu braço”, explicou.