Nesta quarta-feira (12), às margens da BR-101, policiais da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Criciúma, deram cumprimento a mandado de prisão preventiva de indiciado pela prática do crime de lesão corporal qualificada pela enfermidade incurável e do crime de perigo de contágio venéreo.

Segundo investigação da Delegacia especializada, o suspeito, sabendo ser portador do vírus, infectou pelo menos uma mulher no ano de 2019.

Ainda, entre os anos de 2013 e 2019, expôs a risco de contágio outras quatro mulheres, das quais uma delas não contraiu a doença em razão de imediato tratamento realizado no Programa de Atenção Municipal às DST/HIV/AIDS (Pamdha) da Secretaria de Saúde de Criciúma.

O indiciado responderá preso ao processo criminal, perante a Justiça de Criciúma. A DPCAMI ressalta a importância do uso de preservativo. 

Em caso de relação sexual desprotegida, procure a rede pública de saúde para realização de exame gratuito, através do Programa de Atenção Municipal às DST/HIV/AIDS (Pamdha) da Secretaria de Saúde de Criciúma, localizado na Rua Maria Fernandes Argente, 85, bairro Santo Antônio, das 7h às 17h.