Rafael Andrade
Tubarão

O setor de investigação de furtos e roubos da Central de Operações Policiais (COP) de Tubarão está empenhado para desvendar mais um crime em estabelecimento comercial na cidade. No início da semana, uma loja de informática do município foi alvo de ladrões.

O que intriga o proprietário do estabelecimento é que não houve sinais de arrombamento no local, que não é guarnecido por câmeras de monitoramento. No total, 16 notebooks de várias marcas e um monitor de 32 polegadas LCD foram levados. “Deixaram-me um prejuízo de R$ 40 mil e uma tremenda dor de cabeça”, desabafa o empresário.

Havia uma grande quantia em dinheiro no cofre e no caixa da loja, além de produtos caros expostos na vitrine, mas nada foi levado. As portas do local são de aço e com fechadura de chave tetra. “É possível a participação de ex-funcionários que tinham cópia da chave. Mas não estou acusando ninguém. Só quero o material de volta”, pede o empresário.

Duas pessoas são investigadas pela polícia. Várias diligências já foram efetuadas nos principais pontos de tráfico de drogas de Tubarão – Beco de Quilinho, Área Verde, Divinéia e Morro do Bem Bom. Como nada foi encontrado, a polícia praticamente já descartou o envolvimento de usuários de entorpecentes no crime.

‘Auxílio vizinho’
As gravações de uma câmera de vigilância de uma loja vizinha são avaliadas pela polícia. As imagens podem auxiliar na identificação dos ladrões.

Assaltante em série

Um jovem ladrão de 19 anos foi preso ontem à tarde por agentes da Central de Operações Policiais (COP) de Tubarão. Ele é acusado de praticar vários roubos na cidade, principalmente em farmácias e padarias. O bandido sempre agia com rapidez e brutalidade. Um comparsa seu foi detido em Criciúma, semana passada, com três armas de fogo.

Um dos últimos alvos do assaltante foi uma farmácia na comunidade do Sertão dos Corrêas, em Tubarão. Um dos elementos que apontaram o envolvimento dos dois nos crimes foi o fato de terem sido flagrados com caixas de Dipirona Sódica, além de diversos frascos de desodorante. Tudo produto de furtos praticados na cidade. Eles ainda são acusados de efetuar roubos em Sombrio.