Célio era bem conhecido em Tubarão e tinha muitos amigos
Célio era bem conhecido em Tubarão e tinha muitos amigos

 

Mirna Graciela
Tubarão
 
Cinco dias após sofrer um grave acidente, Célio Luiz Mendonça, 54 anos, faleceu, ontem, às 14 horas. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. 
 
Ele conduzia uma motocicleta Honda e, ao atravessar a BR-101, no último sábado, por volta das 10h20min, foi atingido por um Montana, que trafegava no sentido norte. A colisão ocorreu no trevo do Sertão dos Corrêa. O motorista do carro saiu ileso. 
 
Célio era muito carismático e elogiado pelos amigos e colegas de trabalho por não medir esforços em ajudar as pessoas. Trabalhava na Duron Tratamento de Madeiras, como bioquímico industrial, desde 2003. 
 
O seu corpo é velado na Funerária Santa Terezinha. A missa de corpo presente será hoje, às 8h30min, na Igreja Matriz de Oficinas, seguida do sepultamento, no Cemitério Horto dos Ipês, no bairro Monte Castelo. Célio deixa esposa e dois filhos, uma mulher de 29 anos e um jovem de 19. 
 
Um outro acidente tirou a vida do lagunense Wanderlei Eufrásio, 51 anos. A batida ocorreu ontem de madrugada, na BR-101, em Içara. Ele estava em uma Mercedes Benz, de Imbituba, conduzida por Álvaro Soares Junior, 30 anos, que ficou gravemente ferido.  
 
O veículo bateu na traseira de uma Scania, de Criciúma. O motorista, de 26 anos, e o passageiro, 31, saíram ilesos.