Imbituba/Jaguaruna

Duas mulheres morreram afogadas na região no feriado prolongado de Ano-Novo. A argentina Suzana Martins de Lascano, 51 anos, foi encontrada morta na praia do Rosa, em Imbituba, na manhã de domingo.

A hipótese levantada pelos bombeiros é que Suzana teve um ataque cardíaco ao ver o marido e o filho se afogando e serem resgatados pelos salva-vidas. Ao cair na beira-mar, ela teria tomado água e morrido afogada. O marido e o filho passam bem.

Na Lagoa Copa 70, no Balneário Esplanada, em Jaguaruna, Maria Aparecida da Silva Córdova, 31, morreu por volta das 18h25min de domingo.

Segundo informações de testemunhas, ela foi banhar-se com alguns amigos e desapareceu na água. O Corpo de Bombeiros foi acionado e, em menos de 15 minutos de mergulho, as buscas encerraram, já que o corpo de Maria Aparecida foi localizado no fundo da lagoa.

A única lagoa de Jaguaruna que conta com guarda-vidas é a do Arroio Corrente. O ideal é que o turista sempre se informe dos locais de banho antes de entrar na água.

Estas foram as primeiras mortes por afogamento este ano. Em 2010, somente em Jaguaruna, seis pessoas morreram afogadas, duas delas – dois adolescentes – em pequenos açudes no interior da cidade.

Os corpos de Suzana e Maria Aparecida foram recolhidos pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão.