Carolina Carradore
Tubarão

Duas adolescentes, de 13 e 14 anos, foram apreendidas por volta das 21 horas de ontem, pela Polícia Militar, com 370 pedras de crack. Com elas, mais um casal, um homem de 30 anos e uma mulher de 26 anos, foram presos e encaminhados à Delegacia da Criança, do Adolescente e de Proteção à Mulher e ao Idoso.

Segundo informações da PM, denúncias apontavam as meninas como transportadoras da droga para outros traficantes. No flagrante, elas disseram que haviam comprado o crack de um homem, próximo ao Beco da Valdete, no bairro Oficinas. Na casa do suspeito, policiais militares encontraram uma tesoura, linha branca, faca e um prato com resquício da droga. No momento da busca, a sua esposa estava em casa. O acusado disse à polícia que foram pagos pelas adolescentes para embalar a droga.

O delegado de plantão, Carlos Diego de Araújo, irá apurar os fatos. Ele iria encaminhar as adolescentes ao Centro de Internação Provisório (CIP) de Tubarão, mas foi informado que o local não abriga mais meninas. Até o fechamento desta página, o delegado estudava o local para onde encaminharia as menores. O suspeito foi encaminhado ao presídio de Tubarão, e a mulher liberada.