Fiesta ficou totalmente submerso após o capotamento, em uma plantação de arroz às margens da BR-101.
Fiesta ficou totalmente submerso após o capotamento, em uma plantação de arroz às margens da BR-101.

Sangão

Alicia Freitas Gonzales, 26 anos, e Ricardo dos Santos, 44, morreram após uma batida seguida de capotamento na BR-101, em Sangão na noite de domingo, por volta das 22h30min. Os dois estavam em um Ford Fiesta de Sangão que colidiu lateralmente em uma moto, no quilômetro 365 da rodovia, próximo ao trevo de acesso a Morro da Fumaça.
 

Os Bombeiros Voluntários de Jaguaruna (BVJ) foram acionados para atender a ocorrência, mas, ao chegarem ao local, constataram que Alicia e Ricardo não apresentavam mais sinais vitais. Outras duas pessoas que estavam no Fiesta – o motorista de 19 anos e outra caroneira de 18 – já estavam fora do veículo, às margens da rodovia.
 

Após a batida, o carro capotou quatro vezes e foi parar em uma plantação de arroz alagada. “O carro estava totalmente submerso. Não tinha o que fazer. Os dois morreram afogados, pois estavam presos ao cinto de segurança e prensados pelos bancos”, relata Fabiano Dias, comandante do BVJ.
A moto envolvida no acidente é uma Honda Fan 125 cilindradas de Içara, conduzida por um jovem de 19 anos, que nada sofreu. A caroneira da moto, de 18, teve ferimentos de média complexidade e escoriações por todo corpo.
 

Os sobreviventes da tragédia foram encaminhados ao Hospital de Caridade de Jaguaruna (HCJ) e ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão.
Foram necessários dois guinchos para retirar o veículo da barreira. O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão recolheu os corpos das vítimas.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) precisou fazer o controle do tráfego por quase uma hora. A PRF registrou 117 mortes em acidentes nas rodovias federais do país durante este feriado prolongado.