A Polícia Civil de Laguna, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), deflagrou nessa segunda-feira (17), por volta das 7h, a Operação Policial “Flor de Lótus II”, com o objetivo de efetivar o cumprimento de mandado de prisão preventiva contra S.S.C, 24 anos e ainda o cumprimento de mais três ordens judiciais de busca e apreensão em casas relacionadas à presente investigação.

Todas as diligências foram realizadas com o apoio do canil setorial do 28º Batalhão de Polícia Militar de Laguna, que auxiliaram nas buscas realizadas. O delagado da DIC, Bruno Fernandes, explica que a operação faz parte de investigações relacionadas à prisão em flagrante de G.L.S., efetivada no dia 8 de fevereiro, data em que o flagrado teria adquirido de S.S.C., quase meio quilograma de crack, em uma única peça bruta, na localidade do Morro da Glória. Na época dos fatos, foi apurado que a substância apreendida renderia aproximadamente 1.500 pedras de crack, cerca de R$ 15 mil de lucro.

No dia da prisão em flagrante de G.L.S., data em que se deflagrou a operação “Flor de Lótus I”, S.S.C. evadiu-se da polícia, sendo encontrado apenas nessa segunda, na Vila Vitória , quando foi preso preventivamente por ordem expedida pelo Poder Judiciário de Laguna, por volta das 12h40. Ainda segundo o delegado, estima-se que o detido, seja um dos maiores fornecedores de maconha, crack e cocaína de Laguna.

As investigações, encerram-se no prazo de 30 dias, data em que o inquérito policial será remetido ao poder judiciário para devida apreciação.