Um homem de 59 anos foi indiciado por tentativa de homicídio após invadir a chácara de sua família, localizada no setor Rajadinha, Paranoá. Segurando um facão, ele tentou atingir, aleatoriamente, os parentes que se divertiam em um churrasco. O caso ocorreu na noite desse domingo (24).

De acordo com a ocorrência registrada e investigada pela 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), o acusado dizia coisas desconexas e tentava atacar todos que se aproximavam para acalmá-lo. Um sobrinho foi ameaçado e teve que se esconder no mato. “Agora você vai ver. Vou te matar”, gritou o homem ao tentar esfaquear o jovem de 20 anos.

Um dos irmãos dele, para defender-se e também proteger os demais, pegou uma garrucha antiga, calibre .22, e atirou contra o agressor, acertando a virilha do homem.

Mesmo ferido, ele tentou atacar a própria mulher e crianças que estavam no local. Depois, caiu no chão. Só então um amigo da família conseguiu pegar o facão. O autor dos disparos e outras pessoas que estavam no evento prestaram socorro ao homem, que está hospitalizado no Hospital Regional do Paranoá (HRP) e não corre risco.

Em depoimento à polícia, o irmão disse que o acusado é isolado e não costuma se “enturmar” com a família. Afirmou que a única vez que ele teve esse tipo de comportamento foi na época em que  separou da mulher, gerando uma ocorrência de Maria da Penha.

Dias antes do ataque, o irmão afirmou que o agressor falou reiteradas vezes que se alguém falasse mal dele iria machucar a pessoa com uma faca. Estava ameaçando, inclusive, uma das irmãs. Alguns familiares chegaram a vê-lo amolando o facão usado no crime.

O homem, mesmo ferido, foi indiciado por tentativa de homicídio. O facão e a arma de fogo foram apreendidos por agentes da 6ª DP.