Tubarão

Maconha, cocaína, crack, ecstasy, pontos de LSD, haxixe e 465 comprimidos psicotrópicos foram incinerados ontem à tarde em Tubarão. No total, quase 140 quilos de drogas viraram cinzas em uma fornalha com aquecimento acima de mil graus. Vinte policiais civis da cidade, três delegados e três fiscais da Vigilância Sanitária municipal participaram da operação.

Seis viaturas participaram do comboio pelas ruas da cidade para garantir a segurança da operação. “Isto é o resultado do bom trabalho que é feito na cidade por policiais civis e militares. São produtos recolhidos em 2008 e ano passado em Tubarão e cidades como Pedras Grandes, Sangão e Treze de Maio”, informa o delegado Carlos Diego de Araújo, que coordenou a megaoperação.

A empresa Beckauser Malhas, no bairro São João, cedeu o espaço para a Polícia Civil. Com a nova lei de tóxico, não é necessário mais aguardar a conclusão do processo criminal para incinerar as drogas. “No entanto, é costume da polícia local incinerar drogas a cada dois anos”, explica Diego.
A ação foi possível em cumprimento ao artigo 32 da lei 11.343/06 e com autorização judicial.