Maycon Vianna
Imaruí

Após a apreensão de 32 toras de madeira nativa (do tipo cedro, canela, peroba e vassorão) na localidade de Laranjal, em Imaruí, a Polícia Ambiental de Laguna intensificou as investigações para descobrir quem é o proprietário das terras onde foi constatado o crime ambiental e qual a procedência de toda a madeira nativa.

A Polícia Ambiental acredita que os possíveis criminosos moram nas proximidades onde foram encontradas as madeiras. A área desmatada corresponde aproximadamente a seis hectares (equivalentes a seis campos de futebol). “Já houve autuação nessa região, eles trabalhavam com forno de carvão. Não é confirmado, mas pode ser que alguns madeireiros estejam envolvidos. Investigaremos até localizar os culpados”, explica o policial ambiental Gilson Pontes.

O desmatamento na mata do Parque da Serra do Tabuleiro traz sérios prejuízos para toda a população. A água e o oxigênio são afetados. Assim como a qualidade de vida.
Denúncias de crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone (48) 3644-1728.