O desabamento de dois prédios em Muzema, comunidade localizada na zona Oeste do Rio de Janeiro, deixou ao menos dois mortos e três feridos, na manhã desta sexta-feira. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com a corporação, o desabamento ocorreu por volta de 6h48min. Os três feridos seriam de uma mesma família. Os bombeiros informaram que um desses sobreviventes, uma mulher, foi encaminhada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Os socorristas seguem no local, à procura por mais vítimas nos escombros dos edifícios que desabaram. 

A prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta sexta que os prédios estavam em uma área considerada irregular. A administração municipal ainda relatou que o local seria comandado por milicianos.  

Fortes chuvas 

A zona Oeste do Rio de Janeiro foi uma das mais atingidas pelas recentes chuvas. O temporal na capital Fluminense deixou 10 pessoas mortas e alagou diversos bairros. A cidade chegou a ficar em “estágio de crise” por mais de 30 horas. 

De acordo com a Defesa CIvil, foram recebidos 1.025 chamados desde às 17h de segunda-feira, até as 18h20min de quarta-feira.  Até o momento, foram realizadas 128 interdições de imóveis em decorrência das chuvas. Entre os pedidos de atendimento, estão vistorias em área de deslizamento de encosta e barranco, desabamento de estrutura e ameaça de desabamento. 

Ao todo, 59 sirenes soaram em 36 das 103 comunidades de alto risco geológico monitoradas pelo sistema de alertas sonoros da cidade para chuvas fortes nos últimos dias. Não houve acionamentos na quarta-feira — as sirenes são acionadas pela Defesa Civil municipal após monitoramento e avaliação dos índices críticos de chuva por meteorologistas do Sistema Alerta Rio.