Objetos roubados no assalto, além de drogas, dinheiro, armas e munições foram apreendidas com os criminosos.
Objetos roubados no assalto, além de drogas, dinheiro, armas e munições foram apreendidas com os criminosos.

Tubarão

O assalto ocorrido nesta segunda-feira, na casa da família da juíza Liana Bardini Alves, em Tubarão, conforme o Notisul divulgou com exclusividade, teve uma solução rápida. Tudo começou com a expedição, em tempo recorde, dos mandados de busca e apreensão em três residências, pelo juiz da 1ª vara criminal, Elleston Canali.
As casas foram revistadas simultaneamente ontem pela manhã. Mas a apuração dos fatos iniciou ainda na madrugada, pelo setor de investigações criminais (SIC) da Central de Plantão Policial (CPP).

Os policiais descobriram que alguns produtos roubados eram vendidos no bairro Passagem. Um homem de 23 anos foi preso. Ele tinha uma máquina fotográfica e dois relógios, e confessou sua participação no crime.
Na primeira casa revistada os policiais encontraram perfumes, joias e outros objetos, que foram reconhecidos pela família. Uma mulher de 59 anos foi autuada por receptação. Na outra residência não havia ninguém. Uma arma de fogo e um facão foram apreendidos.

Na terceira residência, os policiais descobriram 16 munições, uma arma de fogo de uso restrito da Polícia Federal, 800 pedras de crack, 25 petecas de cocaína e um torrão de maconha.
No mesmo lugar, ainda haviam R$ 3 mil e outros objetos de origem duvidosa. Uma jovem de 25 anos foi presa. Ela responderá pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma. Um homem conseguiu fugir, provavelmente armado.
Dos três presos, um teve atuação direta no assalto. As mulheres possuem ligação com o grupo. O segundo assaltante já foi identificado.

O assalto
O assalto à casa da família da juíza Liana Bardini Alves, na Vila Moema, em Tubarão, ocorreu na madrugada desta segunda-feira. Dois homens armados invadiram o local. Um deles entrou quando um dos moradores colocava o carro na garagem. Além da juíza, estavam na casa seus pais e um primo. Eles ficaram quase uma hora rendidos. Foram levados notebooks, jóias, dinheiro e outros objetos. Um tiro chegou a ser disparado, mas ninguém foi ferido. A dupla fugiu com o veículo, que foi encontrado minutos depois, no bairro Recife.