Mirna Graciela
Jaguaruna
 
As suspeitas da Polícia Civil de Jaguaruna sobre a identidade do homem que matou Antônio dos Passos, de 62 anos, com uma facada, em Jaguaruna, foram confirmadas ontem. O advogado do acusado compareceu na delegacia durante a tarde e avisou que o seu cliente se apresentará até amanhã. 
 
“É exatamente a pessoa que estávamos investigando. As provas que tínhamos eram direcionadas a este homem. Agora, ele dará a sua versão do que ocorreu”, explicou o delegado José Leonardo Valente. Os indícios apontam que houve uma briga na casa antes do homicídio. A hipótese de latrocínio está descartada. 
 
Havia sangue espalhado por todos os cantos da residência. Antônio tinha uma faca em sua mão, sem vestígios de sangue. E tudo indica que o assassinato possa ter ocorrido por legítima defesa. Antônio foi encontrado morto, na última quarta-feira, na casa em que morava sozinho, na localidade de Torneiro, próximo à divisa entre Jaguaruna e o balneário Rincão. 
 
Um vizinho sentiu a sua falta, percebeu a porta aberta, entrou e viu o corpo no quarto. Os exames do Instituto Geral de Perícias (IGP) atestaram que Antônio poderia ter sido assassinado no dia anterior. 
Este ano ocorreram eis assassinatos na Região Metropolitana de Tubarão. A cidade lidera o número, com três mortes. Em seguida vêm Imbituba e Treze de Maio, com um caso cada.