Rafael Andrade
Sangão

Jailson Jaime Cardoso, 36 anos, foi assassinado no centro de Sangão, ontem à tarde, por volta das 15h30min, na rua Jonas Goulart, em frente ao Colégio Estadual Bernardo Shimidt. Segundo testemunhas, o crime foi cometido pelo pai de sua namorada, de 39.

Foram quatro disparos. Até ontem à noite, por volta das 21 horas, profissionais do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão ainda trabalhavam nos ferimentos no corpo de Jailson, que era natural da Cidade Azul. “É muito provável que a arma utilizada tenha sido um revólver calibre 38”, aponta um perito.

Um dos tiros atingiu a face de Jailson e pode ter provocado a sua morte. Algumas pessoas presenciaram o crime. Ele namorava uma adolescente de 13 anos.
Segundo testemunhas, no momento do crime, o sogro disse que o mataria para que o casal não fugisse para outra cidade da região.

Enfermeiros e médicos do Posto de Saúde Central de Sangão foram os primeiros a atender o ferido, que agonizava dentro de seu carro, um Palio de Tubarão. Os bombeiros de Jaguaruna tentaram reanimá-lo, mas ele chegou morto no Hospital de Caridade de Jaguaruna.

Após cometer o crime, o autor dos disparos fugiu em um Gol e abandonou o carro em sua casa, também no centro de Sangão. Ele pegou uma moto e continuou a fuga.
Foi primeiro homicídio registrado este ano na pequena cidade. Até as 23 horas de ontem, o assassino não havia sido localizado pela polícia. As buscas continuam.

31
pessoas já foram assassinadas na região este ano. A morte de Jailson é a primeira em Sangão em 2010.