O corpo foi encontrado em um matagal às margens da BR-101. A jovem estava com um cadarço amarrado ao pescoço.
O corpo foi encontrado em um matagal às margens da BR-101. A jovem estava com um cadarço amarrado ao pescoço.

Amanda Menger
Imbituba

Uma adolescente de 17 anos foi encontrada morta ontem, por volta das 10h30min, em Imbituba. O corpo estava em um matagal às margens da BR-101, próximo ao trevo de acesso à cidade, no bairro Nova Brasília. A jovem estava sem os olhos, sem os lábios e com um cadarço dos próprios tênis no pescoço. Pelas informações preliminares, a causa da morte foi estrangulamento, além disso, o corpo tinha marcas de arrastamento.

“É possível que ela tenha sido morta em outro local e o corpo jogado neste matagal. Aguardamos os laudos periciais para confirmar as informações”, declara o delegado da Polícia Civil de Imbituba, Luiz Carlos Cardozo Jeremias Filho.
A adolescente morava no bairro Nova Brasília e saiu de casa segunda-feira, no fim da tarde, mas o seu desaparecimento não foi comunicado à polícia. “O corpo foi reconhecido pela família, que foi acompanhada por um policial até o Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão”, relata o delegado. O corpo foi liberado ontem à noite.

A adolescente estava ainda sem a blusa, mas não há confirmação se houve violência sexual. Pelas características observadas, o crime pode ter sido motivado por vingança. “As investigações recém começaram e ainda não trabalhamos com hipóteses. Estamos levantando dados e tudo é possível”, afirma o delegado.