Imagens do sistema de videomonitormento no dia do crime

Um rapaz de 20 anos recebeu uma condenação de 12 anos e 8 meses de reclusão por tentativa de latrocínio do vigilante e corrupção de dois adolescentes na ação criminosa. O regime inicial é fechado, sem liberdade para recorrer.

A investigação foi realizada pela Divisão de Repressão à Roubos (DRR/DIC Criciúma), coordenada pelo delegado Yuri Miqueluzzi. O crime ocorreu em maio do ano passado em um centro comercial de Criciúma. Os autores desferiram golpes de faca no vigilante, que foi acertado no pescoço.

Após representação da Polícia Civil, foi decretada a prisão preventiva. A ordem de prisão foi cumprida em novembro do ano passado, sendo mantida até o julgamento da ação. A sentença foi proferida pela 2ª Vara Criminal de Criciúma, com atuação da 10ª Promotoria de Justiça na acusação.