Tubarão

O candidato acusado por dezenas de eleitores de Tubarão por comprar votos sábado e domingo deixou Tubarão, ontem de manhã. Segundo um correligionário, ele saiu da cidade para descansar após a exaustiva campanha.

Conforme o Notisul publicou com exclusividade na edição de ontem, ele é investigado por distribuir vários vales alimentação falsos utilizando o nome, sem permissão, do supermercado Ofertex, localizado no KM-60, em Tubarão.

Segunda-feira, cerca de 40 pessoas estiveram no supermercado para fazer compras com o vale, mas descobriram que tinham caído em um golpe.

Segundo o delegado que analisa o processo, Damásio Mendes Brito, os eleitores que venderam o voto também poderão ser indiciados por crime eleitoral e terão que responder na justiça. O paradeiro do político não foi divulgado por seus colegas, mas há confirmação de que ele continua no estado.