A compra de materiais hospitalares em uma empresa em Palhoça, na Grande Florianópolis
pela Secretaria de Saúde de Gravatal, é investigada pela Polícia Civil do município.

O pagamento gira em torno de R$ 82 mil, porém as mercadorias não chegaram à cidade, conforme constatado pelo prefeito Wanderlei Marega.

Com a desconfiança de que havia problemas no caso, o Poder Legislativo enviou um requerimento à prefeitura. “Solicitamos ao prefeito para acompanharmos a conferência na nota fiscal de compra. Sobre a possibilidade de irregularidades ainda não finalizamos”, disse o presidente da Câmara de Vereadores, Adilson Rafael Mendes, o Soca.

Ontem (8), os vereadores e o presidente registraram um Boletim de Ocorrência (BO) no fim da tarde na Polícia Civil. “Um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos e as diligências pertinentes começaram hoje a serem tomadas”, afirmou a Polícia Civil de Gravatal.

As ações investigativas começaram na farmácia básica.

Retificação: Onde, no início da postagem estava escrito Secretária de Saúde, por erro de digitação, ficou incorreto. O correto é: Secretaria de Saúde, como já foi corrigido.

Entre no nosso grupo do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/Notisul