Braço do Norte

O braçonortense Jucemar Gaidzinski, o Bila, 45 anos, morreu domingo, próximo ao meio-dia, na Estrada do Rio Gabiroba, em São Martinho. Bila fazia uma trilha de jipe com amigos quando o veículo em que estava capotou. Ele foi arremessado para fora e quebrou o pescoço.

Bila foi sepultamento segunda-feira à tarde, no Cemitério Municipal de Braço do Norte. Uma multidão acompanhou o cortejo.
O acidente, de acordo com a Polícia Militar de São Martinho, ocorreu por volta das 11h30min, em uma estrada rural de acesso a Rio Fortuna. Bila estava era caroneiro do jipe conduzido por um amigo, e faleceu ainda no local da tragédia.

Bila era dono da empresa Uniferro, em Braço do Norte. Ele era casado e tinha dois filhos. Logo após a notícia da sua morte, amigos e familiares reuniram-se em sua casa. Ele era conhecido por todos como uma pessoa alegre, empreendedor e muito familiar. “Não tinha como ficar triste do lado dele. Sempre brincava com todos e tinha uma conversa positiva”, conta um amigo da família.
O grupo de jipeiros estava a caminho de uma festa em honra a Nossa Senhora Aparecida com outro grupo de gaioleiros.

Bila chegou a ser levado por amigos ao Hospital Santa Teresinha, mas não havia mais o que fazer. O corpo foi recolhido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão. A festa em honra à santa é tradicional em São Martinho, com organização do grupo Monstros da Trilha, do qual Bila participava.