A nova unidade de Tubarão já abriga 66 detentos, 30 deles transferidos de Blumenau. A remoção total do antigo ocorrerá em um prazo de 50 dias.
A nova unidade de Tubarão já abriga 66 detentos, 30 deles transferidos de Blumenau. A remoção total do antigo ocorrerá em um prazo de 50 dias.

Tubarão

A transferência de 30 detentos do Presídio Regional de Blumenau para o novo Presídio de Tubarão, na noite de segunda-feira, ocorreu de forma tranquila, segundo o gerente da unidade, Deiveison Querino Batista.
Eles foram transportados por três viaturas do Departamento de Administração Prisional (Deap) do estado e chegaram perto da meia-noite. São presos provisórios (aguardam a sentença) e do regime fechado (receberam condenação). “Eles foram acomodados em celas separadas dos presos de Tubarão e assim ficarão”, informou o gerente.

A remoção foi necessária em função da rebelião ocorrida no presídio de Blumenau, na madrugada de segunda-feira, que terminou por volta das 10h30min, e danificou bastante a estrutura física por causa do fogo, provocado pelos presos. Conforme Deiveison, a permanência deles é temporária, inicialmente por até 30 dias. Unidades prisionais de Chapecó, Curitibanos e Joinville também receberam os 90 apenados.

Ao todo, 12 detentos ficaram feridos no motim. Um deles está em estado grave, pois sofreu fortes queimaduras e respira com ajuda de aparelhos. Outro que está internado recupera-se e está bem.
Ontem, mais cinco apenados foram transferidos do antigo presídio (bairro Humaitá de Cima) para o novo (Bom Pastor). Com isto, já são 66 ‘moradores’, incluindo os de Blumenau. “Estes cinco vieram para a ala do semiaberto”, revelou o gerente. Os novos números de telefone do novo Presídio Regional são: (48) 3626-3686 e 3626-2927.