Policiais rodoviários federais fizeram na noite desta quinta (2), na BR 101 em Joinville, a maior apreensão de cocaína da história da instituição no estado: mais de 500 quilos, que ainda estão sendo contabilizados.

A droga estava no fundo falso de uma carreta M. Benz que transportava material para reciclagem, conduzida por um motorista paraguaio. Os policiais perceberam que o reboque era de origem paraguaia mas que portava uma placa brasileira e tinha marcas estruturais no assoalho.

Com apoio do Corpo de Bombeiros e da Concessionária Autopista, que disponibilizaram equipamentos, foi possível acessar os compartimentos ocultos no fundo do reboque, onde havia centenas de tabletes de cocaína.

O trabalho de retirada levou mais de 12 horas, e já foram encontrados 496 quilos. No entanto, muitos tabletes podem ser visualizados mas estão em local de difícil acesso. Eles devem ser retirados e pesados hoje ao longo do dia.

O reboque tem registro de furto/roubo no Paraguai, e circulava com placas brasileiras falsas. O motorista, paraguaio de 34 anos, não disse para onde levaria a droga, mas acredita-se que o destino provável seria algum porto do litoral catarinense para ser levada à Europa. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal em Joinville.

Esta apreensão representa uma vitória para toda a sociedade brasileira. São cerca de 90 milhões de reais que deixaram de financiar as atividades do crime organizado.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: PRF