Estilhaços lançados pela explosão de um celular causaram ferimentos no olho de um garoto de 11 anos, em São João da Boa Vista (SP). Socorrido até a Santa Casa local por sua mãe, ele teve de ser encaminhado ao Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas (SP), por causa da gravidade do caso.

A mãe não informou se o aparelho estava na tomada quando explodiu e lançou pedaços da tela contra o rosto do garoto. Ele teve o olho direito ferido. De acordo com a assessoria do Hospital de Clínicas da Unicamp, foi constatada lesão na pálpebra. O garoto foi atendido e medicado  e já está em casa.

No ano passado houve outros registros de acidentes com celulares no Estado. Em um deles, um enfermeiro sofreu queimaduras após o aparelho explodir no bolso de sua calça em julho em Araçatuba. Em outra ocorrência, em março em Santos, o celular pegou fogo no bolso da bermuda de um comerciante, que também ficou ferido.