#Pracegover Foto: na imagem há um homem
#Pracegover Foto: na imagem há um homem

Os dois policiais militares investigados pelo desaparecimento de Diego Bastos Scott, 39 anos, de Laguna, que está desaparecido desde o dia 15 de janeiro, devem deixar a detenção ainda nesta segunda-feira (8). Eles foram presos preventivamente no último dia 15.  A prisão preventiva dos PMs foi decretada pela Justiça, porque eles estariam interferindo nas investigações.

A liberdade dos dois profissionais de segurança pública foi alcançada nesta segunda-feira. Conforme o advogado Gustavo Botega, de Tubarão, como ocorreu o arquivamento do eventual crime contra a vida, só poderia configurar o crime de falsidade ideológica e abuso de autoridade , porém esses dois crimes não alcançam o regime semi-aberto. “Eles alcançam na pior das hipóteses um regime aberto. Como foi demonstrado que não há provas de participação deles em relação de crime contra a vida, o juiz entendeu por melhor revogar a prisão preventiva”, explica Botega.

Na semana passada, a Corregedoria da Polícia Militar (PM) de Laguna concluiu o inquérito policial aberto para investigar as circunstâncias do atendimento à ocorrência na casa de Diego Bastos Scott, no dia 15 de janeiro. O relatório da policial-corregedora aponta que “há indícios da prática de crimes militares” e “de transgressões disciplinares”. Diego não foi mais visto desde aquele dia.

Na tarde daquela sexta-feira, os policiais foram acionados à casa de Diego Scott pela segunda vez para verificar uma discussão familiar entre ele e o pai, o ex-jogador de futebol Edson Scott. A situação ganhou ares de mistério, pois no boletim de ocorrência é citado que Diego havia se evadido do local e não estava ali quando o registro foi feito.

Porém, a família viu o rapaz sendo colocado dentro da viatura e uma câmera flagrou o momento. Instaurado pela PM, o processo de sindicância interrogou os dois policiais envolvidos na ocorrência. Em um primeiro momento, eles mantiveram a versão citada no boletim, mas ao serem confrontados com as imagens, mudaram o teor dos depoimentos.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul