A companheira do deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC) prestou queixa na Polícia Civil, no último fim de semana, contra o parlamentar, por violência doméstica.

A ocorrência foi registrada na delegacia de Balneário Rincão, no Sul de Santa Catarina. Procurado pela reportagem, o delegado regional e responsável pelo caso, Vitor Bianco Júnior, confirmou a existência do boletim de ocorrência. Já o deputado, nega.

Conforme Bianco, quem atendeu a ocorrência no dia do fato foi uma delegada plantonista que estava atuando na região pela Operação Veraneio.

Como a ação foi encerrada na última terça-feira (14), a delegada retornou para a comarca de origem e o próprio delegado regional é quem ficará responsável pelas diligências. O nome da funcionária que lavrou a ocorrência não foi divulgado.  

Bianco não repassou detalhes do caso pois ainda não teve acesso ao BO. Ele estava se dirigindo ao município na tarde desta quarta-feira (15) para verificar o fato. Como trata-se de violência doméstica, os detalhes do caso também seguem em sigilo.

“A delegada tomou o depoimento da suposta vítima e eu só tomei conhecimento ontem. Vou analisar o caso concreto ainda”, afirmou o delegado.

“Não sei como os fatos aconteceram, preciso ouvir as partes, meu objetivo é buscar a verdade dos fatos. Não quero condenar um inocente ou absolver um culpado. Vou me manifestar futuramente, depois de analisar as informações contidas no inquérito”, completou.

Apesar de se tratar de violência contra mulher, a investigação não deve ficar com a Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso). De acordo com o delegado, como o município não possui delegacia especializada e a operação veraneio foi encerrada, o caso seguirá junto a ele.

NOTA OFICIAL

O Deputado Federal Daniel Freitas vem, por meio desta nota oficial, manifestar-se sobre as informações inverídicas que estão circulando sobre uma “suposta agressão” praticada por ele contra sua esposa.

O deputado federal Daniel Freitas afirma que em momento nenhum agrediu fisicamente sua esposa. O fato deu-se por motivações políticas entre ele e seu sogro, relacionadas à divergências partidárias, e que durante uma discussão os dois (Deputado e seu sogro) entraram em vias de fato, resultando na intervenção de sua esposa no ocorrido, na tentativa de acalmar as partes.

O parlamentar enfatiza, ainda que, a situação foi ocasionada pelo calor do momento, eles mantém uma ótima relação, ressaltando que seu sogro é um homem honrado e de bem; inclusive já conversaram e, através de um pedido sincero de desculpas ao seu sogro e sua esposa, voltaram a se entender.

Segundo o Deputado, com sua educação baseada nos princípios cristãos, jamais submeteria sua esposa e seus filhos a qualquer tipo de humilhação física ou psicológica e que, como marido e pai, sempre pautou a criação dos seus filhos no amor e nos valores; mantendo o casal, em um clima harmônico e de ainda mais união.

Comunicamos que, até o momento, o deputado não foi notificado ou intimado, estando à disposição da justiça para prestar quaisquer esclarecimentos.

O Deputado pede ainda, que sua família, bem como a de sua esposa, sejam respeitadas, pois desentendimentos acontecem em todos os lares; porém, a admiração mútua, sempre será mantida.