Na última semana, um casal que participou de um grave crime de roubo em Gravatal foi condenado. A mulher de 33 anos foi condenada a 24 anos e sete meses. O homem, 18 anos, foi condenado a 18 anos e seis meses. Ambos pelos crimes de roubo qualificado, posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. 

 

Os dois já tinham vários antecedentes, inclusive pelos crimes em que foram condenados. O roubo foi cometido no ano passado, e na época o casal foi preso em flagrante por tráfico de drogas, cuja prisão ocorreu em Tubarão, bem como foi preso em virtude de mandado de prisão pelo processo que apurava o roubo em Gravatal.

O casal estava preso desde dezembro do ano passado, quando a Polícia Civil de Gravatal com apoio da CPP deflagrou uma operação que culminou na prisão de ambos. Ainda na ocasião, armas, objetos roubados e drogas foram apreendidos.  

As investigações do roubo e do tráfico de drogas foram feitas pela delegacia de Polícia de Gravatal e contaram com o apoio da Polícia Militar da cidade e Central de Plantão Policial de Tubarão – CPP, sendo os trabalhos coordenados inicialmente pelo delegado José David Machado e finalizado pelo delegado Gabriel Luiz Marcondes.

O crime

Em novembro de 2018 ocorreu um grave roubo contra uma família no bairro Pouso Alto, em Gravatal. A família foi rendida por três indivíduos armados, um deles com um revólver. Os criminosos roubaram joias da família, um televisor, um celular, um veículo Ford/Focus, além de outros objetos, e fugiu pelas estradas do interior do município de Gravatal, na direção de Tubarão. 

Um inquérito policial foi instaurado na delegacia de Polícia de Gravatal. Por meio de troca de informações entre policiais civis e militares de toda região, além de denúncias e diversas diligências, chegou-se a identificar dois suspeitos do crime, tratando-se da mulher de 33 anos e o rapaz de 18 anos, ambos residentes em Tubarão, com vários antecedentes policiais (dentre os antecedentes, tráfico de drogas e roubo).