Este galpão, ao lado do CIP, pode sediar a Casa de Semi-Liberdade.
Este galpão, ao lado do CIP, pode sediar a Casa de Semi-Liberdade.

Tubarão

A difícil tarefa de encontrar um local adequado para sediar as futuras instalações da Casa de Semi-Liberdade de Tubarão está só no começo. Os coordenadores da Organização Não-Governamental Oficina da Arte Comunitária (Odac), responsáveis pela administração da casa e do Centro de Internamento Provisório (CIP), solicitaram a participação do judiciário para auxiliar na definição de um local.

“É interessante a colaboração do poder judiciário neste processo”, destaca a coordenadora administrativa da Odac, Adriana da Silva. Para o diretor do Departamento de Justiça e Cidadania (Djuc), Itamar Bonelli, a escolha deve ocorrer em caráter conjunto e com o consentimento de todos os responsáveis. “É preciso definir um local o quanto antes, no entanto, precisamos avaliar um ponto, e que tenha a aprovação da comunidade”, reitera Bonelli.