Maycon Vianna
Laguna

Carnaval é tempo de alegria, diversão e ânimos alterados por causa do excesso de bebida alcoólica. Os policiais militares, a equipe do Corpo de Bombeiros e socorristas do Samu tiveram trabalho em Laguna para atender os foliões com excesso de álcool e drogas. Dois casos de tentativa de homicídio foram registrados sábado à noite. Um deles atrás da arena de shows, montada na praia do Mar Grosso.

O primeiro caso ocorreu por volta das 23 horas. Um menor de 17 anos passava próximo à arena e foi atingido com um tiro na perna. Como a bala atingiu de raspão, ele foi encaminhado pelos bombeiros ao Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, no centro histórico da cidade, e atendido na emergência pelos médicos de plantão. Os procedimentos foram realizados e, após ficar em observação, a vítima foi liberada já na madrugada de domingo.

O outro jovem atingido foi Lucas dos Santos, 18 anos, que estava no Carnaval. O fato também ocorreu na noite de sábado, em uma das ruas da praia do Mar Grosso. Ele levou o tiro na panturrilha e foi levado para o hospital, onde, até a tarde de ontem, por volta das 18 horas, permanecia em observação. Nenhum dos atingidos corre risco de morte.

Outras ocorrências por coma alcoólica e overdose foram registradas e não houve óbito. “Tivemos uma festa tranquila, sem muitas dificuldades. Tínhamos uma delegacia de plantão próximo ao calçadão do Mar Grosso e só recebemos algumas reclamações. Ainda não é possível fazer um balanço total da folia, mas de sexta a segunda-feira o parâmetro é positivo”, relata o delegado da Central de Polícia Civil , Rubem Thomé.